top of page

Grande Rio lança a sinopse de “Nosso destino é ser onça”, enredo para 2024


Na noite desta quinta-feira (25), a Acadêmicos do Grande Rio lançou em sua quadra a sinopse do enredo que levará para a Avenida no Carnaval 2024: “Nosso destino é ser onça”, dos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, fala sobre a criação do mundo a partir da ótica da cosmovisão dos povos tupinambá, que se conecta com visões de indígenas brasileiros e latinos, tomando a onça como símbolo.


Bora indicou que espera um samba valente, corajoso, de peito aberto, que embale e escola incorpore a encantaria e a pajelança. Em tom de convocação, disparou: “Vamos entrar na Avenida mordidos e mordendo, batendo nossos cajados no chão, querendo ganhar o campeonato”. Na mesma linha, Gabriel Haddad pediu a todos os componentes que se transformem e se sintam onças no desfile. “Vamos de garras à mostra e dentes afiados, buscar esse título com muita atitude”, complementou.


Disputa de samba-enredo terá início em 12 de setembro


Os compositores compareceram em grande número à quadra e puderam ouvir diretamente do Diretor de Carnaval Thiago Monteiro as regras do concurso que escolherá o hino da agremiação para 2024. Os sambas inscritos, que serão recebidos na quadra no dia 24 de julho, deverão ser gravados pelo intérprete oficial da escola, Evandro Malandro, sendo vedada a participação de cantor do Grupo Especial do Rio de Janeiro em todas as etapas do processo. Acontecerão 4 eliminatórias da disputa na quadra, inicialmente previstas para os dias 12, 19 e 30 de setembro e 07 de outubro, sendo esta última a final, caso não haja ajustes de calendário determinados pela LIESA.


Mais uma vez, dado o sucesso dos últimos concursos, a escola adota medidas específicas para a gravação dos sambas concorrentes. Uma delas é a vedação de alusivos e obrigatoriedade de que a obra propriamente dita comece a ser executada até o segundo 20 da gravação. “Fazemos isso para imprimir dinamismo às faixas. A escolha do samba que embalará nosso desfile é uma das nossas decisões mais estratégicas e, por isso, precisamos que tudo seja pensado para propiciar o melhor andamento possível desse processo”, pondera Thiago.


Comentários

Não foi possível carregar comentários
Parece que houve um problema técnico. Tente reconectar ou atualizar a página.
bottom of page