top of page

Viradouro, Grande Rio e Vila Isabel definem sambas para o Rio Carnaval 2024

Diretoria da LIESA prestigiou as três festas, com quadras lotadas e muita animação das comunidades


Ao fim de uma noite de festa, a Unidos do Viradouro escolheu o samba que irá embalar seus componentes do Carnaval de 2024. A composição que venceu o concurso que teve 24 obras inscritas tem como líder da parceria Claudio Mattos. As outras duas obras finalistas tinham como principais autores Dudu Nobre e Lucas Macedo.





O evento que lotou a quadra da escola, em Niterói, teve apresentação de um megashow, com a participação de representantes de todos os segmentos, da rainha de bateria Erika Januza, das musas Carolina Macharete, Lore Improta, Bellinha Delfim e Thays Busson, e de Luana Bandeira, destaque da agremiação. O elenco de 180 artistas, dirigido e coreografado por Valci Pelé, responsável pela ala de passistas, estreou figurino confeccionado especialmente para a ocasião. O roteiro musical passeou pela história da Viradouro, através de sambas-enredo marcantes da vermelho e branco.


O intérprete Wander Pires, que teve passagem anterior na Viradouro no desfile de 2010 e está de volta à escola, e mestre Ciça, na liderança da bateria, foram alguns dos outros destaques da noite.


O título do enredo que a escola levará ao Sambódromo no ano que vem é “Arroboboi, Dangbé”, do carnavalesco Tarcísio Zanon. A Viradouro será a última escola a desfilar na Marquês de Sapucaí no espetáculo do Grupo Especial em 2024.





(Com informações da Assessoria de Imprensa da Viradouro – Fotos Ewerton Pereira e Eduardo Holanda)



Grande Rio festeja o anúncio do samba campeão


Na noite de sábado (30), o Acadêmicos do Grande Rio definiu o vencedor de sua disputa de samba-enredo para o Carnaval 2024. A obra da parceria de Derê, Marcelinho Júnior, Robson Moratelli, Rafael Ribeiro, Tony Vietnã e Eduardo Queiroz levou a melhor na final composta por quatro sambas.



Com show de abertura que contou com exibição dos segmentos da escola e participação especial de Neguinho da Beija-Flor e presença da rainha de bateria Paolla Oliveira e musas da agremiação, a quadra ficou em clima de festa para o início da apresentação dos sambas concorrentes. Em formato dinâmico, seguindo as mesmas características de todo o processo do concurso, o evento teve seu encerramento após o anúncio do ganhador, que contou com excelente recepção por parte da comunidade, segmentos, diretoria e público presente.



Os ensaios de canto na quadra da agremiação terão início no dia 10 de outubro e acontecerão às terças-feiras. Já não há vagas disponíveis para desfilar nas alas de comunidade, mas é possível fazer inscrições para cadastro de reserva no mesmo local e horário dos referidos ensaios.




A Grande Rio será a quarta escola a desfilar no domingo de Carnaval, dia 11 de fevereiro de 2024, com o enredo “Nosso destino é ser onça”, desenvolvido pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora.



(Com informações da Assessoria de Imprensa da Grande Rio – Fotos Wagner Rodrigues e Eduardo Holanda)



Vila Isabel reedita “Gbalá” com grande festa na quadra


A Unidos de Vila Isabel apresentou pela primeira vez na quadra como ficou a nova versão do samba-enredo “Gbalá – Viagem ao Templo da Criação”, que a agremiação irá reeditar no Rio Carnaval 2024. A escola do bairro de Noel recebeu na última sexta-feira (29) um grande público no Boulevard 28 de Setembro, com direito a convidados especiais.


Antes do show, foram apresentados os novos integrantes da azul e branca. A comissão de Harmonia agora é formada por Chico Branco, Diego Mendes, Joelma Veiga, Nanduco Vila, Yuri Maia e Wanderson Sodré. Também foram dadas as boas-vindas à nova musa, Juliana Souza. Para o presidente da Vila Isabel, Luiz Guimarães, a escola está no caminho certo rumo ao título do Grupo Especial: “Fiquei muito feliz com a nova versão do samba. Com certeza, vamos cantar da melhor maneira possível na Sapucaí”, ressaltou.



Durante o show da escola, além de mostrar como ficou a obra musical na voz do intérprete Tinga, a agremiação relembrou sambas antológicos, sob o ritmo da bateria Swingueira de Noel, liderada por mestre Macaco Branco, além da apresentação de passistas, baianas, velha-guarda e casais de mestre-sala e porta-bandeira. Logo em seguida, foi a vez das coirmãs. As escolas de samba Porto da Pedra e Beija-Flor de Nilópolis receberam uma homenagem especial da diretoria da Vila Isabel e animaram os foliões com grandes apresentações.



No próximo ano, a Vila Isabel será a terceira a desfilar na segunda-feira, dia 12 de fevereiro, pelo Grupo Especial. A reedição do enredo “Gbalá – Viagem ao Templo da Criação”, está sendo desenvolvida pelo carnavalesco Paulo Barros.



(Com informações da Assessoria de Imprensa da Vila Isabel – Fotos Eduardo Holanda)


Próxima escola a definir o samba será a Beija-Flor


Veja, no quadro abaixo, as datas das próximas finalíssimas dos concursos de sambas-enredos.

Commentaires


bottom of page