top of page

Portela é declarada Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado Rio de Janeiro

A Lei n° 9505, de autoria do deputado Dionísio Lins, foi sancionada pelo governador Cláudio Castro


O Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela acaba de se tornar Patrimônio Imaterial e Cultural do Estado Rio de Janeiro. É o que estabelece a lei n° 9505, de autoria do deputado Dionísio Lins (Progressista), sancionada pelo governador Cláudio Castro e publicada em Diário Oficial da última sexta-feira, 03/12.


De acordo com o autor do projeto, deputado Dionísio Lins, a finalidade é resguardar a história de uma das mais tradicionais Escolas de Samba em atividade no Rio de Janeiro e maior detentora de títulos do Carnaval Carioca.


O vice-presidente da Portela, Fábio Pavão, comemora mais esse reconhecimento à Escola e enaltece a importância dos fundadores da Agremiação.




"É o reconhecimento da conquista dos nossos fundadores, que há quase 100 anos chegaram num subúrbio ainda em formação e se uniram através da cultura e da arte e criaram uma instituição cultural reconhecida internacionalmente”- declarou.


O presidente da LIESA, Jorge Perlingeiro, felicita o deputado Dionísio Lins pela iniciativa, o governador Cláudio Castro, pelo acolhimento da proposta e, na pessoa do presidente Luís Carlos Magalhães, parabeniza a imensa Nação Azul e Branca pelo reconhecimento da importância que a Portela representa para o fortalecimento e a consolidação das raízes da cultura popular brasileira. Avante, Portela!

(Com informações da Assessoria de Imprensa da Portela – fotos Fernando Grilli-Riotur e Henrique Matos/LIESA)

Comments


bottom of page