MENU

Beija Flor

Bandeira da Beija Flor

Cores

  • Azul

  • Branco

Ranking Liesa

2º lugar

Biografia

A Azul e Branco de Nilópolis é conhecida por seus temas controversos e trajes luxuosos, que resultam em um dos desfiles mais aguardados do Carnaval carioca. A escola é a terceira maior vencedora de todos os tempos, atrás apenas de Portela e Mangueira, respectivamente, tendo conquistado o título 13 vezes, além de ter sido vice-campeã em outras 12 oportunidades.

A quadra da escola está localizada no município de Nilópolis, Baixada Fluminense, onde foi criado o Bloco Associação Carnavalesca Beija-Flor, fundado em 25 de dezembro de 1948. O grupo de amigos formado por Milton de Oliveira (Negão da Cuíca), Edson Vieira Rodrigues (Edinho do Ferro Velho), Helles Ferreira da Silva, Hamilton Floriano, José Fernandes da Silva e os irmãos Mário Silva e Walter da Silva comemorava o Natal quando decidiram criar o bloco que daria a escola de samba.

  • Ano de Fundação: 1948
  • Presidente: Ricardo Abrahão David
  • Rainha de Bateria: Raíssa de Oliveira
  • Carnavalesco: Victor Santos, Bianca Behrends, Rodrigo Pacheco, Léo Mídia e Cid Carvalho

Informação do Carnaval 2019

Grupo
Grupo Especial
Dia do Desfile
03/março
Hora do Desfile
01:35

Tema - Enredo

“Quem não viu, vai ver… as Fábulas do Beija-Flor”

Compositores

Di Menor BF, Kiraizinho, Diego Oliveira, Bakaninha Beija Flor, JJ Santos, Julio Assis e Diogo Rosa.

Intérprete

Neguinho da Beija-Flor

Samba Enredo

Nascido feito rei menino
Em ninho de amor e humildade
Meu Pai direcionou o meu destino
Voar nas asas da felicidade
E arrisquei um voo nesse lindo azul
Um mundo encantado pude recordar
Em fábulas bordei a fantasia
Ê saudade que mareja o meu olhar
Herdeiro dessa terra me tornei
Cantei nossos recantos, tradições
Sou eu aquele festival de prata
Que na pista arrebata tantos corações


Ôôô Axé que no sangue herdei
No meu quilombo, todo negro é rei


Abre a senzala! Abre a senzala!
Nesse terreiro o samba é a voz que não cala


 


Cresci, ouvindo acordes entre doces melodias
A bela dama retratada em poesia e o canto de cristal
A simplicidade no amor, aquele beijo na flor
Fez mais um sonho real
Pátria amada da ganância
Eu pedi socorro pelos filhos teus
Algoz da intolerância
Mesmo proibido, fui a voz de Deus
Toda essa grandeza, vem da nossa gente
Que esquece a dor e só quer sambar
É por esse amor
Quero meu valor me faz brilhar
Comunidade me ensinou
A ser apaixonado como eu sou
Ontem, hoje, sempre Beija-Flor


Oh Deusa!
Tem festa no meu coração
Desfilo toda gratidão
Razão do meu cantar
A luz do meu viver
O que seria de mim sem você?

Ler mais